Cabelos brancos

| 2 Comentários

Oficialmente, tenho cabelos brancos.

Não que não os tivesse antes. Mas é que hoje, ao cortar os cabelos, vi alguns fios inteiramente brancos caírem, como se me dissessem que chegaram pra ficar, que não adianta pensar que eu ficaria nos marotos fiozinhos meio-cinza-meio-pretos que há anos vinham e iam. Não. O exército chegou. Claro, a nação de cabelos negros ainda continua a dominar o território, mas sei que a guerra será fatalmente perdida. Quantos anos ainda restam à soberania destes guerreiros? Por quanto tempo ainda serei jovem?

Aliás, a pergunta não deixa de ser idiota, porque não imagino que cabelos pretos ou brancos queiram dizer nada mais ou menos do que o que já é dito em letras Arial na minha cédula de identidade. E, nesse sentido, lembro que o lado da minha avó começava a ter cabelos brancos aos 20, 21 (dessa escapei). Já o lado do meu avô, vejo-os com cabelos impecavelmente negros até certa idade.

Mas o fato é que talvez os tais cinzentos estejam avisando, ou melhor, lembrando, de que essa breve vida já está um tanto passada, e que é melhor refletir sobre o que fazer nos anos vindouros. Agora, sabedoria para fazer isso, que é bom, nada. Ou seja: asseguro: os tais cabelos brancos não trazem sabedoria. Na verdade, são um certo deboche à nossa já perdida luta contra o tempo, que a todos nós há de consumir.

E diante dessa fatalidade, alguém me responde qual mesmo o sentido disso tudo?

(P.S. O corte ficou uma bosta, se querem saber. Foi o segundo pior corte de cabelo da história, o que não deixa de ser um consolo, considerando isso aqui.)

FireStats icon Produzido pelo FireStats