Triste partida de um amigo

| 4 Comentários

Amigos,
De fato, é extremamente difícil estar longe quando amigos tão próximos estão passando por momentos difíceis em suas vidas. Nos últimos dois dias, só notícias ruins.

Mas queria aproveitar o espaço para chorar pelo falecimento de João Melo Filho. Éramos muito próximos – além de amigos, vizinhos. Tive a sorte de falar com ele na quinta, mas o azar de não mais poder fazê-lo. É grande a dor de não poder estar perto de sua família nem de poder estar perto nos seus últimos momentos.
João era família. Era alguém que me queria bem como a um filho. É curioso como certas amizades são assim. Ele, ateu. Eu, cristão protestante. Ele, contra Lula e Dilma, eu, petista. Poucas vezes conheci alguém tão generoso, tão decente e tão sério em tudo o que fazia.

Quando finalmente decidi viver de forma completamente independente, foi João quem me conseguiu um apartamento. Ele se ofereceu como fiador antes mesmo de eu saber que iria alugar o imóvel. Sua atenção para comigo era algo que me honrava e me inspirava. Era sempre um prazer quando ele interfonava e aparecia para um café, quando colocávamos a prosa em dia.

Sua morte dói pela perda, pela distância, por saber que, com sua ida, um pouco de minha vida como eu a conhecia também se foi. Já era doído estar longe dele, e ainda é pior saber que não vou mais estar com ele, nem saber de suas novidades pelo Skype, nem ajudá-lo com algum problema com o iPad.

Permitam-me estar triste hoje. A vida longe dos amigos nunca é perfeita. A vida sem um amigo é trágica e insossa.

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

FireStats icon Produzido pelo FireStats