Contra o carnaval

| 10 Comentários

Todo ano é a mesma história: escrevo alguma coisa contra o carnaval ou contra micareta.

E sempre faço a mesma observação: eu não gosto de folia, não gosto de festa, sou bem da paz.

Mas me pergunto se merecemos festa. Não sou demagogo em dizer coisas do tipo “Mas o Governo gasta tanto com publicidade, gasta tanto com isso, gasta tanto com aquilo, porque não tira as crianças das ruas?”. Enfim, se o governo gasta dinheiro assim ou assado é porque houve um orçamento prévio aprovado por deputados/vereadores que o autorizou a gastar com X ou com Y. Ninguém votaria um orçamento determinando gastar 100% da verba com uma única despesa.

Mas, Carnaval? Festa? 5 dias de farra?

Vem cá: será que merecemos isso? Será que nossa saúde vai bem? Será que precisamos de catarse para esquecer o que se passa a nossa volta? Será que precisamos desesperadamente tentar nos convencer de que somos o povo mais feliz da terra, apesar das mazelas que colocamos debaixo do tapete?

Será que nossa falta de solidariedade com o próximo é tanta que quando os governantes falam em falta de dinheiro para a saúde, para a educação, seja lá para o que for, nunca nos lembramos dos milhões usados para a folia?

Sim, alguém vai sempre dizer que a festa gera empregos, movimenta a economia, traz turistas, gera impostos, etc. Mas, ainda que os números provem o contrário, eis aqui meu comentário rabugento sobre o assunto:

– é antiético jogar dinheiro público em festa para as pessoas se divertirem enquanto uma choldra padece condições de vida inaceitáveis;

– é antiético sair para uma festa na rua pulando, sendo observado por pessoas que não podem ostentar a mesma alegria;

– é antiético segregar o espaço público, loteando-o para empresários, e ainda fingir que a festa é democrática.

O carnaval deveria celebrar a vida. Deveria haver celebração de superação de nossa condição de país desigual. Festa porque todas as nossas crianças têm escola e comida em casa. E não um momento-entorpecente destinado à celebração da exclusão.

E olha que nem comecei a falar da música, algo que nos envergonha. Ou será que ao viajar para fora do país alguém vai pegar um CD que contenha a faixa “Rebolation” e dizer: “Veja, é do meu País! É a minha cultura! É a nossa música! Veja como é alegre!”.

Aos que gostam, aproveitem a festa. Divirtam-se. Na quarta-feira, o Brasil espera vocês de braços abertos. A pior ressaca é ver que a alegria de ser brasileiro não dura para sempre. Para alguns, dura 5 dias.

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

FireStats icon Produzido pelo FireStats