Bento matou a pau

| 2 Comentários

Para quem acompanha esse pequeno cafofo blogal, uma atualização na minha busca pelo sistema perfeito de GTD, e um sistema de controle processual nota 10.

Eu sempre usei o Filemaker, já que no Mac não existe um sistema de controle processual decente para advogados, tipo o CPJ, que roda em Windows, ou outros, como um, online, que a OAB está patrocinando. Esses sistemas parrudos atualizam a movimentação processual automaticamente, pela internet, mas não confio muito nisso, já que cada tribunal tem formato diferente para publicação de informações, os captcha’s sempre atrapalham buscas automatizadas e, convenhamos, a justiça é tão lenta que não sei se isso tudo adianta.

O que sempre me interessou foi o controle dos dados dos clientes e dos processos, bem como o andamento dos feitos e as petições. Atualmente, usava um aplicativo para cada coisa – iCal para audiências e prazos, Filemaker para dados dos clientes e processos, e petições localizáveis via Spotlight.

Mas minha vida está para mudar. Vou migrar tudo para o Bento, o programa de banco de dados do Filemaker que deveria ser inferior ao próprio Filemaker Pro. Mas não é, e digo o porquê da minha conclusão:

– Bento é totalmente integrado com o Mac – vou poder colocar meus clientes no Address Book do computador, e usá-los no Banco de Dados;

– as audiências, prazos e listas de tarefas vão ficar todas no Bento também, já que são as mesmas do iCal – eles usam a mesma base de dados! Como o Things também o faz, embora ainda de maneira meio tímida, tudo vai ficar centralizado.

– a interface do Bento é linda, linda, linda.

– o Bento fala com o iPhone – preciso dizer mais? Só isso já vale o preço do programa, não?

Minha preocupação com o backup vai ser resolvida também, quer via Time Machine, quer via MobileMe, já que os dados dos clientes vão ter backup online, e os processuais estarão no iPhone e no backup do Time Machine, embora eu estude um backup semanal do bd do Bento no MobileMe, via aplicação de backup.

Eu sempre torci o nariz para o Bento, mas estou me redimindo – às vezes, mais é menos.

A única coisa que poderá me fazer falta em um futuro, penso eu, ainda distante, é que o Bento não roda em servidor, isto é, não tem um Bento Server. Mas permite compartilhar o banco de dados com até 5 computadores, o que já é fantástico, já que os dados dos clientes poderão ser compartilhados para outros computadores normalmente via publicação em um CalDAV da vida, caso precise compartilhá-los com mais gente o escritório, o que ainda não é o caso. Mesma coisa para os compromissos, datas e prazos. E o custo das licenças é tão baixo que daria pra comprar 4 ou 5 Bento com um Filemaker.

Outro defeito, também para o futuro, é a arquitetura do Filemaker Pro, que suporta plugins que dão funcionalidades, como suporte a webcam, leitores de código de barra, etc. Mas também, sei lá se um dia vou usar isso tudo. A webcam, talvez, para começar a colocar foto dos clientes. Pretendo também colocar um scanner para digitalizar toda a documentação dos clientes. Mas o resto… Só que as qualidades do Bento, hoje, para mim, vão ao encontro das minhas necessidades atuais, ao contrário do Filemaker, que não conversa com o resto do Mac.

E, ironia do destino, o Bento só roda em Mac, o que é uma desculpa para migrar o escritório todo para Mac. Mas o programa é mesmo show, e o preço é muito bom.

Autor: oculos

the guy that owns this thing... :D

FireStats icon Produzido pelo FireStats