Quem pergunta o que quer, ouve o que não quer…

| 0 comentários

Mandei o seguinte e-mail à administradora das salas de cinema do Shopping aqui da cidade.

“Caros senhores, Gostaria de saber a razão pela qual só são exibidos filmes dublados aqui em Vitória da Conquista. Puxa, ir ao cinema é uma excvelente experiência que não faz sentido com filmes dublados. Por favor, repensem essa atitude! Queremos filmes legendados!! Atenciosamente, eu.”

Recebi a seguinte resposta:

“Bom dia!

Agradecemos seu e-mail!

Primeiramente gostaríamos que soubesse que sentimos muito pelos fatos ocorridos, e agradecemos imensamente o seu alerta. Saiba que, graças a clientes como você, poderemos melhorar e aprimorar cada vez mais os nossos serviços, e, principalmente, o atendimento aos usuários da rede Moviecom.

A programação dos cinemas, os títulos e tipos de cópias em exibição, se serão dubladas ou legendadas, muitas vezes não depende apenas da vontade das empresas que os administram. Trabalhamos muito em cima dos estudos de mercado para atender o melhor possível às expectativas dos clientes. Neste último ano percebemos um aumento muito grande na procura de filmes dublados. 70% do nosso público espera e busca filmes dublados. Outro fator é que estamos sujeitos ao número de cópias disponibilizadas pelas distribuidoras para um determinado filme. A título de informação, é raríssimo um grande lançamento que chegue a ter 500 cópias disponíveis para todo o território nacional. Hoje no Brasil, existem mais de 2.200 salas de cinema.

Gratos

Equipe Moviecom”

Gostaria de dizer coisas, até porque gosto de dizer coisas, mas não digo nada. Só não me parece que as salas têm lá grande movimento, e não sei se isso se deve a fatores culturais ou se são as dublagens que afugentam os frequentadores. Mas, enfim, se pra eles, que visam o lucro e devem saber o que fazem, esse é o caminho, resta-me, apenas, não ir mais ao cinema.

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

FireStats icon Produzido pelo FireStats