O IPTU em Conquista

| 1 Comentário

Em primeiro lugar, para que não digam depois que sou suspeito, começo o assunto dizendo que trabalhei na campanha do atual governo e sou simpático à maioria dos seus integrantes. Ou seja: sou, sim, suspeito para falar.

IPTU, no Brasil inteiro, é fixado em uma alíquota variável, mas a base de cálculo é sempre o valor venal do imóvel. Em Vitória da Conquista, construções são taxadas a 1% do valor venal.

Ora, na verdade, as listas com os valores dos imóveis da cidade está desatualizadíssima. No fim de 2005, a prefeitura promoveu a atualização do valor venal de 11% dos imóveis da cidade, justamente dos bairros que têm melhor infraestrutura, com maior capacidade contributiva. Veja que não houve aumento de alíquota, mas simples atualização do valor venal.
Sabe de que xingaram os integrantes da administração? Até de ladrões!! O que não disseram foi que os valores atuais estão, mesmo com a atualização, defasados. Ninguém procurou a administração pedindo reconsideração dizendo “olha, o valor do meu imóvel não é esse, é o dobro…”. Ou seja: as pessoas não querem pagar impostos, e depois exigem serviços. Se o Município não asfalta a rua, perguntam: “para onde vai o dinheiro dos meus impostos?”. Sim, no Brasil há desproporção entre o que se paga em tributos e o que se recebe. Mas o Município é sempre a parte mais penalizada, porque seus recursos próprios são sempre insuficientes para as demandas.

Muito hipócrita a discussão, na minha opinião.

Autor: oculos

the guy that owns this thing... :D

FireStats icon Produzido pelo FireStats