Gestos

| 1 Comentário

Às vezes a gente se coloca no alto de uma pedra pra olhar a vida e as coisas que às vezes ela nos oferece. Na falta de uma pedra, fico na frente do monitor, pensando…

Acabo de sair com C. C. é uma amiga minha dos tempos de escola. Nos conhecemos há mais de 13 anos atrás. Ela me fez pensar na amizade, e como ela ultrapassa o tempo. Em meio a tantas dúvidas, encruzilhadas e caminhos, uma boa amizade é sempre uma referência para os tempos sombrios.

Não quero ser piegas. É que me surpreendo com a amizade de C. Ela se casou, eu morei longe tanto tempo. E, no entanto, somos sempre amigos. E estamos aí, um pro outro. Assim como tantos outros amigos que tenho.

Mas o que me emociona ao lembrar da amizade de C., e de como ela conquistou a minha para sempre, é do que aconteceu no Dia dos Namorados de 1992. Lembro-me que, ao nos aproximarmos da data, comecei a ficar triste porque, na ocasião, eu não tinha namorada. E todo adolescente parecia ter uma (hoje percebo que a realidade não era bem essa). C. tinha seu namorado, e a data deveria ser muito alegre pra ela. O dia finalmente chegou, e C. me chamou para a frente do colégio, debaixo de umas plantas que tinha lá. E me entregou um pacote, com uma carta. O pacote continha vários chocolates (C. sabia das coisas: nada melhor para curar dor-de-cotovelo, ansiedade, depressão, enfim essas coisas que vez por outra temos, do que chocolate). E a carta falava da amizade que tínhamos, e de como ela desejava que eu tivesse um dia excelente – e que, mesmo eu não tendo namorada, ela sabia que nossa amizade era maior do que qualquer namoro. E ela tinha razão. Tive a rara lucidez (rara mesmo), naquele instante, de perceber que aquele gesto seria mais duradoro do que qualquer felicidade fugaz (é com “z” mesmo, né? – estou com muito sono para escrever direito) de ter tido uma namorada naquele dia.

Esse post é dedicado a C. e a todos aqueles amigos que, com sua amizade, em meio a tantos sacolejos, estão aí, me fazendo não sentir falta do que eu não tenho, e me convencendo de que talvez eu não precise tanto do que acho que preciso…

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

FireStats icon Produzido pelo FireStats