Instant Messengers

| 2 Comentários

Eu tava programando um podcast sobre instant messengers, mas a Bia já falou muita coisa do que eu ia falar.

O que eu queria dizer é o seguinte: se e-mail funciona pra todo canto, porque os programas de mensagens instantâneas não? Porque eu tenho que ter 5 programas de IM? Chato, não?

Há algumas iniciativas nas Web para que isso acabe. Uma das mais promissoras está no site IM Federation. Ela propõe a interoperabilidade dos IM através do uso do Jabber, que já permite que clientes de uma rede falem com outros de outros servidores. O Google Talk já fala com Jabber, embora ainda não seja completamente interoperável.

Parece que em breve vamos poder aposentar os esquemas proprietários.

Mas e voz? Sim, porque cada vez mais as pessoas utilizam programas como o Skype para falarem entre si.

Ora, eu e Oliver já faz muito que estudamos de perto essa coisa. O que a gente acha é que nada proprietário na área de voz deveria ser incentivado. Por que?
Simples: Voz sobre IP já é algo que tem alguns padrões definidos. Antes era o H.263 (não sei se é essa a sigla…). Agora há o SIP. A beleza do SIP é que ele traz para a VoIP o que o Jabber traz para o Instant Messenge: interoperabilidade. Não importa qual o servidor, você pode falar com todo mundo. É um sistema pensado em reproduzir o esquema da telefonia, mas na internet. Ou seja: você adquire um endereço SIP, ou monta seu servidor, e fala com todo mundo da rede. Para isso pode se inscrever em programas fantásticos como FWD, ou montar um servidor, tipo Asterisk. O Asterisk é um PBX rodando em Linux. Você pode criar ramais, conectar telefones IP nele, e o escambau. O bonito do SIP é que há vários clientes (softphones) que falam com o protocolo. E vários telefones IP também. E se você contrata um serviço de VoIP que usa SIP (e, pelo menos nos EUA, quase todos usam), o mesmo programinha que você usa pra falar com alguém em outro computador também faz ligações para telefones.

Mas o Skype não faz isso tudo? Não exatamente. Nesse sistema, por exemplo, é tudo interoperável. As ligações para o meu número SIP podem ser redirecionadas, adicionadas para caixas postais, o escambau, sem que eu pague mais por isso. Eu posso ligar todo o meu escritório com ramais IP, todos acessíveis ao mundo inteiro! É muito mais do que um IM.

Só tinha um problema: a filosofia não era a de Instant Messengers. Você não via quem estava online e quem não estava (assim como os telefones). Só que o Gizmo Project está mudando isso. Ele é um IM que usa SIP! Ou seja, meus contatos cadastrados que usam o Gizmo Project (ou o Google Talk) podem aparecer com status de ausente, ocupado, etc. Ou seja, o Google e a Sipphone (criadora do Gizmo) vão também falar entre si via SIP, e com qualquer outra pessoa que usa SIP. Eu mesmo tinha uma conta no FWD, e transferi minhas ligações para o meu endereço SIP do Gizmo! Assim uso um programa só! Eu sei que parece complicado, mas a filosofia é maravilhosa, flexível! Se eu comprar um telefone IP e plugar no meu hub no escritório, poderei receber as ligações de casa lá. Isso se eu não estiver com o computador ligado, já que posso receber tudo nele. Anotem: o futuro é SIP. Principalmente agora que a Google tá na área…

Mas esse negócio de status é complicado. Odeio gente que fica invisível. Ou ausente o tempo inteiro. Ora, pra que raios ficar espiando quem entra e quem sai? E pra quer abrir o programa se vai ficar ausente o tempo inteiro? Não quer conversar com um chato? Bloqueia ele. Ou não responda – ele vai entender. Agora tem gente que fica invisível, aí, no caso do MSN, fica visível pra conversar, e volta à invisiblidade… Eu não sei, não gosto dessas coisas – acho que nos tornam menos humanos, mais cheios de subterfúgios… E dependentes da máquina. Sim, porque se estamos trabalhando, para que ligar o messenger???

Eu deixo o meu ligado o tempo inteiro. Quando posso conversar, converso. Quando não posso, meus amigos me entendem. Quando coloco ausente, estou realmente ausente. Acho que é assim que funciona. Agora botar ausente só para selecionar com quem se vai começar nos dá um carma ruim. Bloqueia logo – é mais verdadeiro! 😀 Às vezes queria tanto falar com alguém que sempre está ausente… ou invisível… Aliás, esse é o meu problema: sempre quero falar com as pessoas que não querem falar. Por isso falo cada vez menos (exceto em posts como esse).

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

FireStats icon Produzido pelo FireStats