Dia…

| 1 Comentário

Hoje foi um dia daqueles quase catastróficos. Seria catastrófico se eu não já estivesse acostumado com catástrofe… Aliás, qualquer um que trabalhou em um certo núcleo em 2004 no mês de agosto sabe do que estou falando. Pois bem, estava eu, no meu caminho, quando de repente tenho 24 horas pra fazer uma defesa e ir amanhã pra Salvador, e voltar 2 horas depois. E o calor que tá fazendo aqui não ajuda nada quando se tem que pensar. Aí saí do escritório às 20:40, morto de fome. Só que Conquista City está ficando civilizada – temos rodízio de sushi. Fui, e comi a dar prejuízo. Aliás, essa coisa de rodízio a gente sabe que sempre economizaria comprando as coisas individualmente, mas eu gosto da liberdade… achar que posso comer tudo e dar prejuízo. Bom, comi metade de tudo! 😀

E amanhã tem academia (não faltei um dia sequer). E tem SSA. Por 3 horas. E tem reunião. E de repente ser adulto não é tão engraçado… Sabe quando você é mais jovem, e pensa que será alguém importante um dia, viajando de avião e voltando no mesmo dia, resolvendo coisas importantes? Pois bem, parece que, tirando o ser importante, o resto todo tá acontecendo. E não é tão divertido assim.

Estou conhecendo gente nova. Isso é maravilhoso. Não posso reclamar dos amigos e amigas maravilhosos que tenho, que estão sempre aí pra tudo. Hoje um deles, do time de elite, me deu um Y de fone de ouvido (trocim usado pra transformar uma saída de fone em duas). Gestos como esse são o que há, né? E, como se não bastasse isso, as pessoas novas são também fantásticas… Aliás, a vida é isso. Conhecer gente, melhor do que museus. Pessoas ao invés de plantas. Gente que dá do seu tempo para fazer o nosso melhor – e nós querendo bem a essa gente. Enfim… 🙂

Ah, falando em gente nova, embora não sendo exatamente a essas outras que me referia, guardo para mim uma reflexão, e algo que preciso me conscientizar: EU NÃO SEI FALAR ESPANHOL! Pronto. Espero que eu me lembre disso da próxima vez que falar com hispanos. Sempre dou bola fora. Viro eu pro mejicano e digo: “Tio, sabes que en Brasil lo que vosotros llaman de puñeta acá es otra cosa?” Só pra ver o tio ficar rubro. Merda, no México a porra é a mesma coisa… Na Espanha eles não usam na mesma conotação, digamos, onanística…. eheheheh

Boa noite, se cuidem, tá?

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

FireStats icon Produzido pelo FireStats