De onde menos se espera…

| 0 comentários

Fiz minhas pazes com a Argentina… Não, nunca briguei com nenhum argentino, graças a D–s. Mas é que isso de ficar falando mal do vizinho por causa de alguns assuntos que não me dizem respeito (como futebol, por exemplo), realmente não condiz com o pefil de alguém de fino garbo e elegância como eu (nível de ironia ajustado para 10).
Engraçado como as coisas são: como todos sabem, afinal a paz mundial, um mundo sem fome e o amor entre os seres humanos dependem disso, eu adoro os carros MINI. Aí ganhei uma revista produzida pela fábrica, cujo tema era Buenos Aires. E vinha um CD. Apaixonei pela cidade, só de ler sobre ela. E no CD tinha uma música de um grupo chamado Entre Ríos (que, por sinal, é o nome de uma província argentina cuja capital é Paraná – esse blog também é cultura – cidade de um argentino que seduziu uma vizinha minha uma vez – ô povo pra seduzir nossas mulheres – será que um dia eu seduzirei alguma argentina e me vingarei por séculos de déficit nessa área? heheheh). But I digress… A vocalista do Entre Ríos saiu do grupo, e é uma ilustradora fantástica (claro, terra de Quino, Maitena, etc.). Chama-se Isol, e parece ser um doce.

Assim como o Brasil não é só samba (credo), a Argentina não é só tango (cruzes)… Uma hora dessas baixo lá pra ver qualédemermo, ou, em bom espanhol, qual es lo de mismo… eheheheh ahhh, eu sou demais… heheheh

Mas que fique claro: Maradona foi, é e sempre será o maior mala de todos os tempos do futebol mundial… eheheh (sim, que não poderia deixar de fazer graça… 😉

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

FireStats icon Produzido pelo FireStats