Fim de ano

| 5 Comentários

Essa história de fim de ano tem um lado bom: fazer sociais. Ontem foram 3 confraternizações. À noite, totalmente desarranjado, chego em casa, depois de um dia repleto de comilança.

Não poderia ser assim o ano inteiro? Conversei com um amigo, parte da Comunidade que Prepara o Congresso de Java, e constatamos que já fazemos sociais todos os sábados, e pelo menos umas 2 vezes no meio da semana. Pra nós fica estranho fazer confraternização de natal – acaba virando mais do mesmo… 🙂

Balanço do Ano: meia-boca, sem grandes alterações no quadro. O ano passado foi mais “movimentado”: quase morro na Rio-Bahia, fiquei 5 meses sem carro, tive o melhor trabalho da minha vida, etc. Esse ano tive um excelente reconhecimento do meu trabalho anterior, me rendendo um bom cargo e outros trabalhos. Mas me acomodei um pouco. Embora com carro o tempo todo, esse passou muito tempo na oficina. Viajei ao exterior, e a viagem, embora maravilhosa, às vezes penso que a fiz um tanto quanto anestesiado. Aliás, esse ano todo passei anestesiado. Quero saber quando é que acordo. A vontade é de prender a respiração e esperar que passe logo pro outro ano. Será que ano novo é que nem loteria, pode ser que aconteça algo bombástico que mude o rumo de nossas vidas?

Será que no ano que vem vou conseguir pegar o tal ônibus amarelo com bolinhas pretas, que só passa uma vez na vida, e se a gente não estiver no ponto, já era? Ou será que já passou e eu não vi?

Será que ano que vem descobrem a cura do glaucoma? Será que ganho na mega sena (depois de acumulada em 15 concursos sem ganhadores)? Será que ganharei um iMac G5 e um Mini Cooper? Será que dirigir um Mini Cooper conversível é ruim pra lentes de contato, e será que deixar um estacionado em frente ao escritório seria temerário, pois alguém poderia mijar dentro dele? Perguntas, perguntas…

Mas a isca de peixe de ontem do Costinha’s foi excelente. Taí, Conquista tem suas peculiaridades gastronônicas…

Enfim, esperei que 2005 fosse “o” ano. Não foi. Aliás, acho que pode até ter sido, mas talvez eu estava anestesiado. Não tenho semelhante expectativa para 2006, mas quem sabe?

2006, me surpreenda… 🙂

E vocês, caros leitores, obrigado por terem perdido um tempinho vindo aqui de vez em quando. Obrigado às pessoas maravilhosas que conheci através desse pasquim. Obrigado, moça dos mojitos, gins, piñas coladas, etc… 😀 Thank you for still readind this, my beloved finnish girl – you’re great! Tack så mycket dere fra Sverige… Dere är fantastisk! Sie aus der Schweiz – danke schönn – ich ha die (esqueci como é o plural de vocês nessa declinação) eis vermisst! 😀

Deixa eu ir, que tem mais umas 2 confraternizações hoje… 🙂

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

FireStats icon Produzido pelo FireStats