Etiqueta

| 5 Comentários

Não sei se muitos leitores aqui me conhecem pessoalmente. Caso negativo, gostaria de dizer que sou uma pessoa bronca. Não fui criado na roça, mas sou um pouco matuto. A diferença é que frequentei à escola e sempre vivi na cidade. Mas, fora isso, sou um zero à esquerda em matéria de etiqueta e boas maneiras, essas frescuras…

Tanto assim é que, em estando em outro país, num jantar mais formal, não sabia que caralho de talher servia para que. Só notei que estava usando os talheres errados quando recolhiam os talheres que eu havia usado e também os que eu não havia usado. Ah, os suíços… te chamam de bronco e você nem repara…

Pois bem: só fiz essa confissão sobre a minha personalidade pela seguinte razão: em Conquista agora há outdoors anunciando um curso de formação de damas. Caralho… Parece que estou na Macondo de Gabriel Garcia Marquez (é com ‘s’ ou com ‘z’?). Coisa mais provinciana, antipática e metida a besta do que esses cursos, e achei que isso já não mais existia. Existe. Só serve para criar gente boçal, deslumbrada e alienada, e criar um fosso entre as patricinhas e a gente comum, que trabalha, estuda, vive e constrói coisas. Parvoices, enfim… (adoro xingamentos portugueses…). Que inversão de valores… São coisas como essas que faz do Brasil esse monstro de desigualdade.

Eu continuo sem fazer questão de saber qual talher é o correto. Não quero ser domesticado…

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

FireStats icon Produzido pelo FireStats