Dicas do ManeBlog num momento de fome

| 4 Comentários

Conquista City tem uma característica peculiar: tem toneladas de serviços de entrega de sanduiches por telefone (quer dizer, nao que eles entregam POR telefone, sacas? 🙂 Se houvesse uma estatística, aposto que seria a que tem mais servícos de “disk-sanduiche” per capita do país. De cabeça posso citar uns 20. Ora, sendo uma cidade de 300.000 habitantes, é muita coisa, não? Não me lembro de ter, uma vez sequer, pedido sanduiche por telefone quando morei em Salvador, por exemplo.

Há alguns deles muito bons. O Sabor e Saúde (422-1526), do nosso amigo Austen, é dos mais originais. Tem um molho acebolado maneiro. O Lisboinha (tô sem o telefone deles agora) é bom, mas prefiro ir comer lá do que pedir em casa. Tem o Free Lanches (421-1818), muito bacana, que fica ao lado da Casa dos Pastéis (422-4486), que, vejam, fica num trailer! eheheh A Casa dos Pastéis tem sanduiches também… Mas o pastel mexicano deles é muito bom.

Agora, o melhor de todos é o Disk-Baguete (423-2218). Sim, o nome é meio fresco, mas é o melhor (e mais caro) sanduiche. Não é do tipo “hamburguer”, com pão redondo, e sim, adivinhões, feito usando baguetes. São sanduiches enormes e, ao mesmo tempo, leves. O de lombo canadense é muito bom.

É por essas e outras razões que um McDonald’s nunca faria sucesso aqui. Desde a tradição do Gauchão, até os mais novos, conquistense que é conquistense gosta de comer sanduiche em trailer. E eu ouso acrescentar outro hábito: comer sanduiche em trailer E depois ir comer churro lá no tiozim que fica em frente do Centro de Cultura (sim, aquele que fala “olha o crepe suíuuuççççço”)… ehehehh

Bom apetite, e uma ótima sexta-feira cheia de happy-hour pra todos! Faz frio em Conquista… 🙁

P.S. – O assunto é sanduiche a domicilio (ou em domicilio, esqueci qual é a regra…), mas já foram à Casa do Sopa? Muiiiiito legal…

P.S.2 – Isso me lembrou uma velha piada do Zé Vasconcelos: Um alemão, chegando ao Brasil sem saber falar uma palavra de português, precisava comer. Chegando a um restaurante, ouviu atento ao que os outros pediam. Após escutar, chamou o garçom (com um gesto, claro… ehhehe) e pediu:
– Feixôaaada!!
E o garçom, anotando o pedido, trouxe a iguaria alguns minutos depois.
No outro dia, chega o alemão todo faceiro no restaurante, orgulhoso do que aprendera, e manda ver:
– Feixôaaaaaada!
E traçou a dita novamente.
Uma semana depois, comendo feijoada todos os dias (e, talvez, sentindo os efeitos dela em seu estômago não-acostumado), cansou. Resolveu, então, escutar novamente algum outro freguês. Após isso, pediu:
– Sanduiiiiche!
E o garçom:
– Pois não senhor! Sanduiche de que?
– Er… Sanduiiiiiiiche!!!!
– Sim, senhor, mas de que????
– SANDUIIICHEEE!!!!
– Senhor, eu sei, mas, por favor, de que????
E o alemão, quase chorando:
– Feixôaaaada….

eheheheheheheheheheheheehehehehehh

Autor: oculos

the guy who writes here... :D

FireStats icon Produzido pelo FireStats